Contos Dexaketo Dexaketo Textos

O Sofrimento do Esgalamido

Aquele 7 de Setembro parecia um dia comum. Pessoas indo aproveitar o feriado nas praias, outras ficando em casa para descansar ou curtir o dia ao lado da família, era um feriado como qualquer outro, porém para Josenildo não seria! Desde as primeiras horas daquela terça-feira, ele começou a sentir umas dores estranhas na “cabeça da barriga”, logo ele pensou que eram gases que o atormentava e pouco ligou. Durante o resto do dia, a dor saiu da “cabeça da barriga” para “barriga toda”. Era uma dor terrível que não passava. Diante tamanho sofrimento, restou-lhe apenas ter um dia de rei, o trono foi o seu companheiro de feriado. Josenildo logo lembrou de uma coxinha que comeu no dia anterior. Ele tomou uns remédios e foi dormir, quando a barriga permitiu.

O dia seguinte era um dia comum, Josenildo tinha que ir trabalhar, porém sua barriga era quem decidia tudo para ele, naquele momento. Foi inevitável! Segundo dia de Rei, e um reinado ainda mais longo. Seu povo perguntava se ele estava bem. Familiares, colegas de trabalho… Josenildo dizia que estava bem, que era só uma dorzinha, foi a coxinha, que ia passar logo, mas na realidade, parecia ter uma luta do Anderson Silva com o Vitor Belfort na sua barriga. À noite, Josenildo dormiu quando a barriga permitiu, tomou uns remédios e agora tinha certeza que estava curado!

Já era quinta-feira, Josenildo acordou sem dores! VIVA! … Ops! Agora a luta na sua barriga era Holyfield x Mike Tyson. Isso mesmo! O negócio estava pesado! Estava insuportável! Josenildo foi para UPA! O médico o atendeu e disse que era COVID, mas que ele só sentiu efeitos leves. Para ele ficar “topzêra”, o médico lhe passou um monte de remédios, e disse que eram 7 dias sem prato de pedreiro, nada de derivados de leite e muito menos doces e frituras. Josenildo não era Maísa, mas viu o seu mundo cair.

Os dias seguintes foram de dor e sofrimento mental. A comida lhe chamava, piscava os olhos, dizia que era toda dele, mas ele tinha que ser forte, não podia ter mais nenhuma grande luta na sua barriga. Nos dias seguintes, isolado estava Josenildo, isolado de seu povo e longe do casal de branquinhos (geladeira e fogão) Sua vida resumia em arroz com frango, remédio e Cream Cracker. As lutas nas barrigas persistiam, mas já não eram do Card Principal, eram quase brigas de pivetes na rua.

Depois de tantos dias, Josenildo foi libertado, mas igual orçamento público depois de Eleições… Libertado com ressalvas! O esgalamido estava quase livre! Sua barriga estava quase curada! Tudo liberado, mas como nos primeiros decretos do Camilo, estava reduzido a determinada quantidade! Ele não queria ter mais um Holyfield x Tyson! Ele se conteve, mostrou sua resistência, mostrou ser capaz de resistir as maiores tentações da Terra, como Cajuína, Bolo Mole e Rapadura.

Sua resistência lhe rendeu! … Sua barriga estava 100%! … Ele se curou!… O monstro estava fora da jaula! … O Covid partiu! … Luta agora só no Canal Combate! Josenildo estava alegre novamente! Seu bolo mole já o esperava para matar a saudade! Depois do sucesso do #LulaLivre, agora era #BarrigaLivre! O esgalamido voltou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: