Dexaketo Esportes Futebol

Brasil 100% e Argentina Invicta – A Hegemonia Sul-Americana

Chegamos ao fim de mais uma rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Catar 2022. Todos os países completaram 9 jogos, enquanto Brasil e Argentina jogaram um à menos, devido o incidente do jogo entre eles no último domingo (5). Apesar desse jogo à menos, ambas as seleções lideram a disputa e não sabem ainda o que é derrota.

Nunca o Brasil teve a vida tão fácil nas Eliminatórias. Até aqui, foram 8 jogos e 8 vitórias! A única vez que o Brasil fez uma campanha tão excepcional assim, foi na disputa para a Copa de 1970, em que o número total de jogos foram apenas 6. Desde que a disputa passou a ser por pontos corridos para a Copa de 1998 (com a primeira participação do Brasil apenas para o Mundial de 2002), nunca o Brasil passeou com tanta facilidade. A equipe de Tite, apesar de questionada, faz o jogo correto e consegue sempre ter o adversário em seu controle, o que está sendo o grande diferencial da equipe no torneio. Os 100% é puro mérito da seleção que sabe o que deve ser feito, e faz. O modo básico nunca foi tão eficiente para o Brasil, e deixa de ser um problema, quando sabemos que apesar de todo o potencial de vários atletas, o jogo coletivo está se sobrepondo. Ter a pontuação quase cheia para ir ao Mundial com quase 1 turno de antecedência é algo a ser valorizado e aplaudido pela crítica.

O que a Argentina vive nessa disputa não é tão inédito, visto que eles já viveram algo parecido para o Mundial de 2002. Naquelas Eliminatórias, os hermanos perderam apenas 1 jogo, para o Brasil no Morumbi. Na atual disputa, os argentinos jogaram 8 vezes, ganharam 5 e empataram 3,ou seja, estão invictos. Além disso, Scalone parece ter achado a Argentina para Messi e Messi para a Argentina. Nunca o camisa 10 esteve tão confortável em atuar com a camisa albiceleste, e nunca a Albiceleste se viu tão a vontade para deixar Messi esbanjar seu talento extraterrestre.

O domínio de Argentina e Brasil se reflete também pela falta de um processo de renovação de outras seleções. Peru e Chile, por exemplo, que se apresentaram com alguma força no cenário sul-americano recentemente, viram suas seleções “envelhecerem” e não terem peças para reposição. Equador e Uruguai parecem está mais próximo de apresentarem resultados imediatos com seus garotos, mas ainda dependem de seus craques mais rodados. A Colômbia ainda aproveita muito da geração brilhante de 2014, porém parece está atenta ao processo natural de renovação, que ainda não aconteceu. Enquanto que o Paraguai faz sua melhor campanha desde 2010, a ressaca de uma inédita Quartas na Copa da África do Sul, parece está passando, mas a seleção ainda está longe de ser aquela dos anos 1990 e 2000. Venezuela tem em suas mãos, sua melhor geração, mas falta engrenar. Bolívia segue 100% dependente da altitude.

O possível enfraquecimento dos adversários não diminui em nada o que Brasil e Argentina estão fazendo, apenas facilitam o processo de bipolaridade nas mãos desses países no cenário sul-americano. Se continuarem evoluindo como estão, vão forte para o Mundial, e garantirão suas vagas com certa tranquilidade, dando tempo para aperfeiçoarem ideias de jogos, sem a pressão da classificação, o que pode ser importante para o embate, principalmente, contra os europeus na Copa.

Faltam 10 jogos para a Dupla de invictos, ainda tem muita coisa para ser feita até a vaga no Catar está nas mãos de ambos, mas que o caminho está traçado, isso é fato. Até quando seguiram invictos? Só em Outubro teremos a resposta (ou não).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: