Neorromantismo Todos

Não Sirvo Para O Amor

Es Amor

 

Não sirvo para o amor,

e digo isso sem demagogia.

Não quero sentir aquela dor,

de não ter quem você queria.

 

 

 

Não sirvo para o amor,

pois detesto dá atenção.

Não sei dizer por favor,

muito menos entrar em seu coração.

 

 

 

Não sou digno de teu sofrimento,

não mereço que me queiras tanto.

me perdoe pelas palavras que digo no momento,

mas não quero você chorando por mim.

 

 

 

 

 

Nego amor, nego paixão,

nego o que tiver que negar,

para você ser feliz,

nego a mim mesmo se precisar.

 

 

 

Minha poesia não é hipócrita,

to dizendo desde o primeiro verso,

não sirvo para o amor

e não nasci para amar.

 

 

 

Então me deixa,

me deixa aqui só,

pois minha companhia

somente eu, devo aturar.

 

 

 

Vá! Vá em busca de quem te merece,

alguém de verdade,

que te preze,

não imundo que não eu que não sabe te amar.

 

 

 

Eu não sirvo para o amor,

não adianta teimar,

Vá embora, por favor!

Antes que queira, de novo, te amar!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: