Bromismo Dexaketo Poesias

Liberta-se

Liberta-se

Do medo que me destrói

Que os sonhos que não ocorrem

Do Pesadelo que me domina.

Libertei-me

Me foi dada a mão de apoio

Me foi dada a chave da porta

Me foi dada a janela aberta.

Vejo o brilho do Sol

A força de Xangô

E a cura de Aparecida!

A liberdade é uma dádiva

Obrigado a quem me ajudou

a sarar as feridas abertas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: