Carnaval 2022 Dexaketo Samba Grupo Especial RJ 2022

Unidos do Viradouro – Sambas Finalistas – Carnaval 2022

*** LETRA DOS SAMBAS ***

Felipe Filósofo e Cia (00:07)

Amor, escrevi esta carta sincera
Virei noites à sua espera
Por te querer quase enlouqueci
Pintei o rosto de saudade e andei por aí

Segui seu olhar numa luz tão linda
Conduziu meu corpo, ainda
O coração é passageiro do talvez
Alegoria ironizando a lucidez

Senti lirismo, estado de graça
Eu fico assim quando você passa
A avenida ganha cor, perfuma o desejo
Sozinho te ouço se ao longe te vejo

Te procurei nos compassos e pude
aos pés da Cruz agradecer a saúde
Choram cordas da nostalgia
Pra eternidade, um samba nascia

Não perdi a fé, preciso te rever
Fui ao terreiro, clamei: Obaluaê!
Se afastou o mal que nos separou
Já posso sonhar nas bênçãos do tambor

Amanheceu! Num instante já
os raios de sol foram testemunhar
o desembarque do afeto vindouro
Acordes virão da Viradouro

Tirei a máscara no clima envolvente
Encostei os lábios suavemente
e te beijei na alegria sem fim
Carnaval, te amo, na vida és tudo pra mim

Assinado: um Pierrot apaixonado
Que além do infinito o amor se renove
Rio de Janeiro, 5 de março de 1919


Cláudio Russo e Cia (06:23)

Peito aberto qual janela escancarada
Nossa voz aglomerada
Quando o luto se rendeu
A euforia em confere e serpentina
E o nanquim feito vacina assinava o adeus
Oh Deus coroado, pierrot da nostalgia
Desmascarado, deu um baile à fantasia
Contagiado, se vingou da solidão
A alegria pegou o bonde na desforra à tristeza
Era a certeza pelas ruas afinal
Da relação entre amor e carnaval

Da ribalta renasceu a vida
Estampada em listras de cetim
Pode cancelar a despedida
Que a alegria desconhece o fim

Reside em mim, a eterna fantasia de um palco reanimado
Num folhetim, devotos da folia sem pudor e sem pecado
Cantei como se não houvesse amanhã
No abram alas aos heróis da nossa gente
Linha de frente onde nos faltou a luz
A fé do povo na vermelha cruz !
Da saúde a Gamboa.. Yalorixá
Preto rege na batuta, samba pra curar
Bate folha, bate o pé, alivia minha dor
Outra vez Opanijé faz soar esse clamor

Agoô.. meu pai AGÔ Obaluaê
Salve o curandeiro !
Agô meu AGÔ
Velho Omulu baixa no terreiro

Um abraço apertado
Meu sorriso franco
E no peito tatuado
Um amor Vermelho e branco
Foi tanto tempo sem gozar a liberdade
Sou Viradouro vim matar está saudade


Lucas Neves e Cia (11:51)

Deixa a tristeza pra lá (lalaiá)
A luz da esperança não se apagou
Nas ruas, mil enfeites de cetim
Em traços de Nanquim, alma de Pierrot
Fui ao tempo onde todo mascarado
No baile, qual mais um apaixonado
Peguei o bonde pra te ver chegar
Será que eu vou mergulhar num “mar a fantasia”
Um Rio inspirado à flor da poesia
Vai ter serpentina e confete no ar

QUANDO A BANDA PASSAR QUERO ESTAR COM VOCÊ
ME PERDER POR AÍ, MEU BEM QUERER (Ô)
A ALEGRIA NO EMBALO DO CORDÃO
E A MAGIA DO SALÃO PRA RIBALTA ACENDER

Em cada batuque, eu sou sentinela
Cubro na palha a dor das mazelas
Nas praças e ranchos, por onde for
Levanto o estandarte em prova de amor
Samba, que cura meu pranto
Faz do meu canto voz da redenção
Quando a barca partir pra afastar a solidão
(Um baile na tristeza)
Esperei tanto tempo pra reencontrar
Tão bom poder te abraçar
Milhões de corações eu vou emocionar

QUEM NÃO ENTENDE O MEU VALOR
HÁ DE SENTIR ESSA PAIXÃO
PRA SEMPRE VIRADOURO, O CARNAVAL É DO POVO
É A VOZ DESSA MULTIDÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: