Bromismo Dexaketo Poesias

Sou Ninguém para Ninguém

Aprendi a beijar

e sai beijando todo mundo!

Aprendi a abraçar

e nem abracei ninguém!

O sorriso brotava

e eu retribuia.

A lágrima cáia

e eu me afastava

Alimentei minha alma

do mais puro sentimento

de egoísmo e vaidade.

O mundo cuspiu na minha cara

A tristeza tomou conta de mim

Sou Ninguém para Ninguém

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: