A TURMA Dexaketo Textos

A Turma – Capítulo 4

Capítulo anterior

Bernardo estava sem acreditar na trama que o destino lhe traçou. A menina que fez tocar “Sorte” na sua cabeça e quase infartou seu coração, estava ali no aniversário de Luiza. Antes de começar os Parabéns, Bernardo pergunta para Luiza quem eram os outros. Luiza apresenta Rael, como dono da casa e melhor amigo, uma apresentação mais formal, visto que já tinham se conhecido bruscamente pela manhã. Ela também apresentou Leazinha como sua irmã caçula. Sua mãe também viria, dona Lavínia, mas ela estava em serviço pela polícia. Os parabéns começam, mas Bernardo não conseguia parar de olhar para Leazinha, além disso, a Gal Costa voltou a tocar na sua cabeça.

Após os parabéns, eles comem o bolo e vão para o Shopping Benfica assistir a um filme. Bernardo emudeceu, João estranhou o amigo daquele jeito e foi perguntar se estava tudo bem. Ele dizia que sim, até um sorriso “murcho” ele deu, tentando disfarçar. Ao chegarem no Shopping, só tinha 2 ingressos e Luiza fez questão de levar apenas Bernardo. Naquele momento, ele estava “nem aí” para Luiza, mas foi por educação. João, Rael e Leazinha foram “peruar” no Shopping.

Na sessão, Luiza estava nem aí pro filme e começou a se “chegar” em Bernardo. Ele perguntou porque ela o desejava tanto. Ela rir e diz apenas que queria sentir o prazer da pureza. Ele pede “discrição”, por está numa sessão lotada. Ela sorrir, coloca a cabeça no ombro dele e a partir daí, eles só assistem o filme. Bernardo fingia não perceber, mas sabia que Luiza estava completamente envolvida por ele.

Na turma que ficou do lado de fora, João perguntou para Leazinha se o pai delas estava morto, porque Luiza só falou da mãe. Leazinha afirma que sim, se levanta e vai no McDonalds pedir um sanduíche para ela. Rael aproveita o momento só com João para avisá-lo para não falar em pai de Luiza e Leazinha. João indaga o porquê, Rael diz não saber a fundo, só sabia que elas não suportavam qualquer conversa sobre esse assunto. Leazinha retorna e os dois fingem que falavam da trágica campanha do América de Natal na Série A daquele ano.

Mais tarde, todo mundo vai pra sua casa. Bernardo foi calado no caminho, nem falar que achava feio os grafites do muro da reitoria da UFC, ele falou. João pediu para Bernardo confessar o que estava acontecendo com ele. Bernardo disse que contaria tudo quando eles chegassem no apartamento.

Ao chegarem no apartamento…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: