Dexaketo Poesias Neorromantismo

Almoçar

Te almocei

Você nem percebeu

Com os olhos abertos

Fui até o fundo de sua alma!

Você gemia

Porque também me almoçava

Com todos ali presente

E ninguém percebendo nossa audácia!

Nossos corpos contorciam

Pois eram apenas meio-dia

E tínhamos que controlar nosso querer.

Será que ninguém vai embora?

Precisamos com emergência dessa mesa vazia

Pois precisamos nos almoçar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: