Dexaketo Poesias Neorromantismo

Te Venero

Como não se encantar

Com tamanha coragem?

Como não ser exagerado

Com quem tá nem aí para a perfeição?

Te venero como uma Deusa,

Pois menos que isso, é impossível!

Não tem como não se entregar

Diante a divindade que expressa teu olhar.

Não há oferenda ou sacrifício

Quando me deparo com seu sorriso

E com essa boca que sempre me enfeitiça

Não importa o sabor do Kalzone,

Se eu te venero, é porque eu quis…

É porque te quero sempre feliz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: