A Morta Dexaketo Textos

A Morta – Capítulo 16

Capítulo Anterior

Já na delegacia, João encarnado estava diante o delegado quando Rosa chega se entregando. O delegado pede para a senhorita se sentar e contar os detalhes do crime. João encarnado se levanta e grita: “Louca, sai daqui! Tu lá matou a Leazinha!” Rosa também se levanta e afirma que matou Leazinha sim. João pergunta o porquê daquela confissão, se ela não tinha feito nada. Rosa não diz nada, apenas senta e continua a mentir para o delegado. Boraiev sopra no ouvido de João encarnado que Rosa estava fazendo aquilo para evitar do João ser preso. Ela apaixonou depois dos beijos. Leazinha dentro do corpo de João, não acreditava que aquela “vadia” tinha se apaixonado por João. O PM encarnado por Xangô se aproxima do delegado e diz: “Senhor Delegado, ela não é a culpada! Ela está querendo evitar a prisão do que vai depor. Ela acha que ele está aqui para ser preso.” O Delegado afirma para Rosa que o “bonitinho” estava para entregar o verdadeiro culpado, e não, ser o culpado. Rosa sorrir e abraça João. Leazinha ia jogá-la para longe, mas Xangô evitou que Leazinha fizesse aquilo. Boraiev sorrir e diz que a situação ia ficar ainda mais pesada.

Quando João se sentava para contar o culpado, chega Bernardo atrás de Rosa. Ele queria entender o porquê de sua namorada estar ali. Rosa, então, abraça João, e diz não querer saber mais saber de Bernardo. Ela não ia cometer o erro de Leazinha, e trocar um cara legal por um que só sabe fazer sexo gostosinho. Boraiev encarna em Rosa. Bernardo pede para Rosa repetir o que disse. Rosa encarnada pega João encarnado e o beija. Xangô percebe a jogada de Boraiev e expulsa o ex-vampiro do corpo de Rosa. Leazinha fica sem entender. Boraiev sorrir. O PM encarnado pede para aquela confusão se acabar. O Delegado diz o mesmo. Mas para piorar tudo, chega Luiza na delegacia.

Luiza irritada pergunta o que Bernardo fazia ali. Bernardo manda Luiza se calar. Chega Daniel e diz que se Bernardo fizesse algo com Luiza, ele aproveitava que já estava na delegacia. O Delegado dar dois tiros para o alto, afinal que bagunça era aquela em seu DP. João encarnado afirma que iria falar tudo ainda. O delegado chama João para irem para um sala mais reservada. Eles vão, quando os outros ameaçavam ir atrás, o PM encarnado usa de uma força descomunal para evitar eles de seguirem. O PM desencarnado fala: “Rapaz, as bombas da academia tão dando certo!”

Na sala reservada, João encarnado passa os detalhes do assassinato. O delegado sai convencido. Ao saírem da sala reservada, o delegado sai na viatura atrás do verdadeiro culpado. Mas ué? Não estava todo mundo na delegacia? Quem matou Leazinha afinal?

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: