A Morta Dexaketo Textos

A Morta – Capítulo 11

Capítulo Anterior

Ao chegar no Dragão do Mar, João encontra Rosa. Ela estava procurando algo perto da estação do bicicletar. Ele pergunta o que ela estava procurando. Rosa disse que no dia da morte de Leazinha, ela e Bernardo tinham dado uma “fugidinha” do Órbita para se “pegarem”, logo ela procurava algo que provasse que eles estavam ali na hora do assassinato. Boraiev sopra uma ideia no ouvido de João, que pergunta para Rosa, se na hora que eles estavam se pegando, tinha alguém retirando bicicleta naquela estação. Ela disse que sim. João pergunta, se ela sabia a posição que a bicicleta foi retirada. Ela ri e diz que ele já queria demais, ela estava concentrada nos beijos de Bernardo naquele momento. João insiste e pergunta para que lado o cara tinha retirado a bicicleta. Ela disse que para o lado mais próximo do Chopp do Bixiga. Ele pergunta se era na ponta mesmo da estação. Rosa rir e pergunta se João era detetive. Ele rir e diz que não. Leazinha, toda ousada, encarna em Rosa. Boraiev rir. Rosa encarnada ataca João e o beija. João fica sem entender e se afasta de Rosa. Rosa encarnada sorrir e fala baixinho que era Leazinha. Ao saber disso, João é que ataca Rosa. Nesse instante, aparece Bernardo. Ela chega gritando querendo saber o que estava acontecendo ali. Leazinha desencarna.

Bernardo furioso quer entender o que estava acontecendo, Rosa também, já que João estava grudado nela. Ela afirma que eles estavam procurando uma prova para inocentar Bernardo e, de repente, João a agarrou. João afirma que é verdade, pois ele precisava fazer Bernardo sentir o que era chifre, visto que ele adorava tanto colocar na cabeça dos outros. Bernardo partiu para cima de João, Rosa pede para Bernardo parar, pois independente do que aconteceu, o foco era inocentar Bernardo. João diz que o mais importante é saber a posição que estava a bicicleta, pois eles podiam ligar pro bicicletar e tentar saber quem tirou a bicicleta naquele momento. Essa pessoa poderia ser a testemunha que Bernardo precisava para inocentá-lo. Rosa e Bernardo, então, tentam descobrir a posição. Pelos cálculos de Rosa, a posição era a 11. Eles ligam pro bicicletar e tentam descobrir quem retirou a bicicleta, naquela posição, naquela hora, naquele dia. A atendente afirmou que não podia passar essa informação. E agora? Rosa passa toda a situação, e fala a importância disso. A atendente, então, quebra o protocolo, e diz que só tinha acesso ao login de quem retirou. O login era um celular no número (85)9********. O grupo agradeceu a atendente.

Após algumas horas, eles conseguem um retorno pelo whatsapp. Bernardo sorrir! Será que ele provará sua inocência!

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: