A Morta Dexaketo Textos

A Morta – Capítulo 4

Capítulo Anterior

Boraiev levou Leazinha até sua antiga casa. Eles pousam no antigo quarto de Leazinha. Ela se emociona ao rever suas coisinhas. Antes dela começar a chorar, entra Luiza. Leazinha sorrir ao ver a irmã. Boraiev diz para ela guardar aquele sorriso. Leazinha murcha e pergunta se Luiza ia fazer algo ruim. Boraiev dar uma risada esculachada após a pergunta de nossa protagonista. Após ele terminar a risada, Luiza começa a falar mal do quarto de Leazinha. Ela exclamava com desprezo pelas coisas da irmã, dizendo que aquilo tudo rosa era a coisa mais brega que existia. Após isso, Luiza abriu o guarda-roupa, pegou as roupas de Leazinha, colocou numa cesta de ferro e queimou. Antes de Leazinha ficar revoltada, Luiza explana: “Nem esmoleu vestiria essas porcarias de roupa!” Boraiev apenas rir.

Após sair do quarto, Leazinha viu seus pais “metendo o pau” nela. Seu pai dizia que aquela idiota nunca tinha feito nada de útil na vida. A mãe concordou e a chamou de idiota novamente, afirmando que ela era uma mulher sem ambição e que acreditava em todos com muita inocência. Boraiev tenta levá-la dali, mas ela queria ficar, queria ver o que mais seria dito dela. Boraiev começa a ficar triste com a situação emocional de Leazinha, mesmo assim a deixou, ela precisava ver um algo mais. Rosa, a amante de seu namorado, chegou em sua casa e foi para o quarto de Luiza. Lá, ela descobre, que Rosa perguntou para Luiza se podia ficar com Bernardo e que Luiza não acharia ruim, ao contrário, incentivou ela dar em cima do namorado da irmã, pois Leazinha merecia ser corna. Leazinha chorando pede para voltar ao Nosso Lar. Boraiev disse que eles iriam a outro lugar.

Leazinha e Boraiev vão para a Praia de Iracema, mais precisamente no Aterro. Lá eles encontram João olhando para o mar. Assim que chegam, sentam ao seu lado. João sorrir e diz: “Parece que to sentindo tu aqui do meu lado, Leazinha! Que saudade de ti, minha amiga querida!” Imeadiatamente, ele começa a chorar. Leazinha também chora. Boraiev rir dos chorões. João grita, ali sozinho: “Eu te amava tanto, porque tu se foi?” Leazinha o abraça, Boraiev diz que João pode sentir o abraço. João sorrir e diz que sentia Leazinha com ele, independente de onde ela estivesse. Boraiev pega Leazinha e vão para o Nosso Lar.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: