Bromismo Dexaketo Poesias

É sangue do Povo!

Chão riscado…

Tem sangue para todo lado!

É sangue do povo

Que tanto trabalha e tão pouco tem!

Tem suor formando rio,

tem relógio que não volta mais!

O menino cresceu

e o pai nem notou!

Das mãos sem calos

Ecoam berros afirmando

que o trabalho tá pouco!

O povo mal tem dinheiro

Não tem sequer esperança

Ativa o modo automático para não sentir dor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: