Artigos Cientificos Dexaketo Educação

CONFLUÊNCIAS E PLURIPOTENCIALIDADES DAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS

Resumo

Partindo dos conceitos de confluência e pluripotência, tratados por Antônio Bispo dos Santos, na obra Colonização, quilombos: modos e significações (2015), explicitamos diferentes modos de existir e resistir das religiões afro-brasileiras em território diaspórico. Por meio dos exemplos das manifestações religiosas do terecô, da cidade de Codó, no Maranhão, e do jarê, da Chapada Diamantina, na Bahia, argumentamos em favor da pluripotencialidade e do bem viver em confluência com a natureza e as relações estabelecidas com os seres intangíveis enquanto dispositivos dessas comunidades em sua continuidade e salvaguarda. Com isso, pretendemos demonstrar aos leitores como a plasticidade dessas religiosidades não apenas colabora historicamente para a sua continuidade, mas também lhes confere a possibilidade de constante transformação, no sentido de sua repotencialização por intermédio da heterogoneidade de confluências.

CLIQUE AQUI E LEIA O ARTIGO COMPLETO

Autores:

Vanessa Silva dos Santos
Universidade Federal da Bahia – UFBA

Roberto Henrique Seidel
Universidade do Estado da Bahia – UNEB

Ano 2020

Interdisciplinar: Revista de Estudos em Língua e Literatura

Ref.: DOS SANTOS, Vanessa Silva; SEIDEL, Roberto Henrique. CONFLUÊNCIAS E PLURIPOTENCIALIDADES DAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS. Interdisciplinar-Revista de Estudos em Língua e Literatura, v. 34, p. 137-152, 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: