A TURMA Dexaketo Textos Todos

A Turma – Capítulo 16

Capítulo Anterior

Já eram 19:30, quando Leazinha chegou incrivelmente linda e absolutamente sozinha. Ela disse: “Oi, gente!” Foi o suficiente para Yasmin segurar forte a mão de Bernardo. Ela segurou tão forte que a mão dele quase parou de circular sangue. João, obviamente, pensando em ganhar a aposta, perguntou para Leazinha aonde estava Ashley. Leazinha, que já havia mudado o cabelo em comparação ao mês anterior, disse que não só o cabelo mudou em sua vida, Ashley era um passado que ela queria esquecer. Luiza pergunta o que houve. Leazinha estava vivendo uma fase sarcástica de sua vida, se ela fosse uma mocinha da Malhação, como já citada nessa história, ela seria a Júlia, que mudou radicalmente na temporada de 2002. Voltando ao sarcasmo leazínico, ela percebe que Yasmin estava quase arrancando a mão de Bernardo, então, olhando para o seu ex-boy, ela afirma que depois de um tempo, a gente percebe que alguns amores são pequenas chuvas, enquanto outros são tempestades, e quando você se depara com uma tempestade, a chuva perde o sentido. Para piorar, Leazinha e Bernardo ficam, descaradamente, trocando olhares. Yasmin pergunta se alguém deixou a porta do galinheiro aberta, Leazinha rir e diz, diretamente para Yasmin: “Amor, não to de olho nele, eu quero que vocês briguem, para eu tomar você dele!” Todos arregalam os olhos, Yasmin nunca tinha tomado uma cantada de mulher, Leazinha rir mais uma vez, pede uma cerveja e fica paquerando Yasmin sem nenhuma cerimônia.

A noite continua constrangedora para Yasmin, pois Leazinha não disfarçava o olhar de fome que tinha sobre a esposa de seu ex-amor. Yasmin se invoca e sai da mesa para a areia. Bernardo pergunta porque Leazinha tinha feito isso. Leazinha olha para Bernardo e diz: “Ela precisa saber que mulher nenhuma pode viver um ciúme de um namoro que não existe há quase uma década. Ela precisa saber que eu não sou mais a mesma de anos atrás, que eu sou bi, mas prefiro me relacionar seriamente com mulheres, pois homem nenhum merece o amor de uma mulher.” Bernardo pergunta o que houve com a menina doce que ele se apaixonou. Leazinha afirma que ele a havia matado, quando esqueceu que ela existia, quando parou de responder suas mensagens, quando não atendia mais seus telefones. Ela ainda concluiu afirmando que depois de Bernardo, outros idiotas apareceram e levaram ainda mais a doçura dela. Ela resolveu despertar o que sentia desde a infância, passou a namorar mulheres, pois homem era um ser desprezível. Leazinha se levanta da mesa e também vai para a areia. Bernardo vai atrás. João fica preocupado com o trio. Luiza esqueceu da aposta e foi atrás da irmã. Rael e João ficam na mesa com Suellen, mas com medo de a Turma romper de novo.

Na areia, Leazinha se aproxima de Yasmin e pede desculpas para ela. Yasmin não queria saber de desculpas. Leazinha disse que o que fez foi a mais pura besteira, porém fez para Yasmin entender que não precisava apertar a mão de Bernardo, como fez, ou olhar para ela como uma inimiga, pois ela jamais iria “tomar” alguém de alguém. Yasmin começa a chorar. Leazinha pergunta o que houve. Yasmin diz que tinha muita inveja de Leazinha, pois o coração do marido dela ainda era de seu ex-amor. Yasmin conta que quando namorava Bernardo, e até mesmo, depois de casados, ela sempre contou, com muito entusiasmo, o que viveu com Leazinha, e que ela queria viver todo esse sentimento também com ele. Bernardo encontra as duas, senta ao lado e afirma: “Eu te amo, Leazinha! Sempre vou te amar! Mas Yasmin me ensinou a descobrir que o amor é muito mais que a Poesia, é o companheirismo, é a bronca na hora certa, é o abraço no frio, é o afago na alma… Tu ta me entendendo, Yasmin?” Leazinha grita para os dois: “Pois não pensem em mim! Se amem! Eu vim aqui para rever meus amigos, pois terminei meu casamento há 3 horas, cheguei em casa e vi Ashley com um cara na minha cama. Eu me finjo de forte, mas to acabada por dentro! Vim para me divertir e não ver uma mulher linda ter crise de ciúmes porque o seu marido tem sentimentos platônicos por mim! ” Antes de Leazinha se levantar, Luiza pede para os quatro ficarem sentados, pois eles iam ouvir algo dela.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: