Dexaketo Textos O Retorno de Boraiev

O Retorno de Boraiev – Capítulo 13

Capítulo Anterior

Mesmo desesperado, Boraiev sorrir e diz não temer nada do que ali acontecia, pois ele tinha a pedra de Tupã, a pedra que o libertava de qualquer prisão ou penitência imposta por qualquer Deus ou divindade que ousasse tocar nele. Jaci rir e ainda manga dele. Naquele instante, Leazinha e Bernardo aclamam juntos: “Oh, santas divindades! Livra-nos do mal, livra-nos de todos os demônios que nos assolam, precisamos de vossas graças! Condenem, Boraiev! Salvai a humanidade!”

Boraiev não entendia, mas a pedra de Tupã começava a brilhar intensamente. Aparecida, com seu manto, estende sua proteção por toda Fortaleza. Jaci, com sua força, emanava luz e sabedoria para os escolhidos, enquanto Xangô invocava os trovões e seu santo machado para condenar Boraiev por suas atitudes malignas. Quem olhava para o céu em Fortaleza, naquele instante, via aquelas três gigantescas imagens. Quem já havia sido amaldiçoado pela mordida do vampiro, começava a ser purificado. Quem ostentava algum poder com Boraiev, era condenado. O céu escurecia e enclareava, cada alma purificada, era comemorada. O vampiro se via preso, a pedra de tupã penetra em sua pele e retira a esfera de Salimeni que o dava força. Ele, sem ar, clamava por libertação, que ele não era ruim, porém só foi lhe mostrado o poder através do mal. Ao pedir perdão, a esfera quebra! Como seria possível aprisioná-lo agora?

Xangô disse que apenas um ser seria capaz de perdoar Boraiev. Como o ser justo que é, Xangô pede para os meninos clamassem por Olorum. Bernardo e Leazinha já estavam com a fala para aprisionar Boraiev na esfera na ponta da língua, isso não estava no ensaio. Jaci relembra aos meninos que Olorum, é o mesmo Tupã, o mesmo Jeová, Alá… Então, bastava deixar que sua fé fosse capaz de chamar o Senhor Todo Poderoso. Bernardo, imediatamente, clama com o Pai-Nosso. Leazinha o acompanha. Boraiev se deita no chão e rir. Raimundo tenta se aproximar da Catedral, mas Paulo o segura no carro, pois a parte dos dois já havia sido feita. Era hora dos escolhidos decidirem o rumo de Boraiev.

Quando os escolhidos declamam: “Amém”. O Céu estende seu brilho, uma luz magnânima, de cegar quem a visse. Após alguns segundos, a luz some, Paulo e Raimundo percebem que na Catedral, tinha apenas o corpo de uma mulher, mas nada dos escolhidos ou de Boraiev. As imagens gigantescas de Xangô, Jaci e Aparecida já haviam sumido. Todos se perguntam o que ocorreu ali.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: