Dexaketo Poesias Neorromantismo

Filho do Amor

Mais um Nunca me desafia

e se apresenta linda diante meus olhos.

O coração acelera sem querer,

Aquele Nunca me doma.

Coração não me aperreia

To tão bem como tô,

porque bate tão forte com aquele beijo,

assim serei teu refém novamente.

Tanto neguei

que volto a ser teu escravo

e estou entregue as tuas ordens.

Nunca mais eu perderia a razão,

até que esse sorriso me tomou

e agora sou de novo filho do amor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: